Oasys Cultural
Pesquisa sem resultado

Escritores para feiras de livros

Antônio Torres

Membro da Academia Brasileira de Letras desde novembro de 2013. Nasceu no sertão da Bahia em 1940. Foi jornalista em Salvador e São Paulo, e viveu três anos em Portugal. Estreou na literatura em 1972, com o romance Um cão uivando para a Lua, considerado pela crítica “a revelação do ano”. Desde então, tornou-se um dos autores mais lidos de sua geração. Entre seus romances, destaca-se a trilogia composta por Essa terra (1976), O cachorro e o lobo (1997) e Pelo fundo da agulha (2006). Em 1998, foi condecorado pelo governo francês como Chevalier des Arts et des Lettres por seus livros publicados na França até então (Essa terra e Um táxi para Viena d’Áustria). Em 2000, teve o reconhecimento nacional definitivo ao receber o Prêmio Machado de Assis, da Academia Brasileira de Letras, pelo conjunto da obra. Em 2001, ganhou o Prêmio Zaffari & Bourbon da 9ª Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo, RS, pelo romance Meu querido canibal. Seus livros, que passeiam por cenários rurais, urbanos e históricos, têm tido várias edições no Brasil e traduções em países como Argentina, Espanha, França, Alemanha, Itália, Estados Unidos, Portugal, entre outros. Site: www.antoniotorres.com.br   “Essa terra é o romance que consagrou Antônio Torres como um dos mais lidos e queridos escritores brasileiros contemporâneos.”  Italo Moriconi, trecho do prefácio “Torres, como Graciliano, optou pelo mais honesto: escrever sobre o seu Nordeste. E assim como Graciliano identificava as personagens de Vidas secas mostrando que saíram de sua família, Essa terra tem no lastro biográfico a sua força original.”  Affonso Romano de Sant’AnnaVeja “Admiro muito a ironia, o calor e o estilo de Essa terra, que tão brilhantemente descreve pessoas cujo destino é mudar de lugar.”  Doris Lessing

ESCRITORES